2015 - Auditoria mexicana sobre a transparência dos empréstimos para o desenvolvimento , pela FUNDAR

O relatório “Diagnóstico sobre a transparência dos empréstimos para o desenvolvimento no México” apresenta os resultados de uma avaliação de transparência passiva realizada pela FUNDAR e publicada em setembro de 2015. Para o diagnóstico, foram enviadas 147 solicitações a 16 secretarias do governo Federal. Adicionalmente, foram enviadas 28 solicitações ao Banco Mundial e 45 ao Manco Interamericano de Desenvolvimento. 
Região: 
América Latina e Caribe
Número de pedidos: 
147
Tipo de Auditoria: 
Passiva
Autores: 
FUNDAR
Ano em que a lei de transparência pública entrou em vigor: 
2002
Ano da auditoria: 
2015
Metodologia: 

Para a realização deste diagnóstico, foi determinada uma amostra de 29 empréstimos: 14 do Banco Mundial e 15 do Bando Interamericano de Desenvolvimento. A informação disponível nas bases de dados dos bancos foi analisada, foram detectadas as informações ausentes, e referente a essas informações, foram enviadas solicitações : i) a cada um dos bancos correspondentes, ii) à Secretaria da Fazenda e do Crédito Público e iii) às  secretarias responsáveis pela execução. Os resultados mostrados neste resumo correspondem somente às respostas proferidas pelo Governo Federal. 

Condições experimentais: 

Não informado.

Número de respostas: 
5
Meio de envio do pedido de acesso à informação: 
Página web
E-mail
Recursos: 
Não
Number Of Agencies Audited (Passive): 
147
Tipo de autor: 
ONG
Auditoria criada pela FGV: 
No
Poder estatal ou tipo de entidade auditada: 
Níveis de governo auditados: 
Número de pedidos: 

Foram enviadas 73 solicitações à Secretaria da Fazenda e de Crédito Público, e 74 às respetivas secretarias responsáveis pela execução dos empréstimos.